MPF recomenda ao Cade transferência de operações Anhanguera, em fusão com Kroton

O Ministério Público Federal (MPF) emitiu parecer junto ao Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) recomendando a transferência de ativos da Anhanguera no mercado de ensino à distância e no de graduação presencial considerados problemáticos, em relação à fusão da companhia com a Kroton.

Reuters

10 Abril 2014 | 15h35

O parecer é de conteúdo opinativo, disseram as empresas em fato relevante nesta quinta-feira. Elas adicionaram que continuam buscando solução com o Tribunal do Cade para obter a aprovação do acordo de associação dentro do prazo legal.

(Por Juliana Schincariol)

Mais conteúdo sobre:
EDUCACAOKROTONANHANGUERAFUSAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.