MPF recorre contra testemunha no caso de Gol e Legacy

O Ministério Público Federal (MPF) em Sinop, no Mato Grosso, recorreu ao Tribunal Regional da 1ª Região (TRF1) para processar por falso testemunho o piloto brasileiro Sérgio de Almeida Salles, testemunha de defesa dos dois pilotos norte-americanos condenados pelo acidente entre o avião da Gol e o jato Legacy, que matou 154 pessoas em 2006.

FÁTIMA LESSA, Agência Estado

26 de novembro de 2012 | 18h45

Conforme a denúncia, no depoimento prestado em fevereiro de 2011, em Sinop, o piloto brasileiro Salles teria mentido "acintosamente" por diversas vezes sobre fatos e questões que exigiam conhecimento técnico.

Para o MPF, não há dúvidas de que ele usou argumentos técnicos falsos e inverdades sobre os fatos para favorecer os pilotos norte-americanos Joseph Lepore e Jan Paul Paladino. Segundo o ministério, a conduta do piloto brasileiro foi flagrante em 14 pontos do interrogatório.

Tudo o que sabemos sobre:
Ministério PúblicoacidenteLegacy

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.