MPF-TO denuncia hackers por furto de dinheiro pela internet

Homens capturaram senhas bancárias através de um software espião e fizeram transferência ilegal de R$ 2 mil

Da Redação,

02 Junho 2008 | 19h26

O Ministério Público Federal no Tocantins denunciou nesta segunda-feira, 2, dois homens acusados de efetuar transferências eletrônicas fraudulentas via internet. De acordo com a denúncia, Marcos Aurélio Santos Arimatéia e David Pereira de Araújo subtraíram R$ 2 mil por meio de fraude que utilizava spywares - software espião - para captura de senhas bancárias pela internet, em prejuízo da Caixa Econômica Federal.   Após obterem a senha bancária das contas de dois clientes da Caixa Econômica Federal, transferiram, via internet, R$ 1 mil de cada conta para outra conta. Para fazer o saque da quantia desviada, eles alugaram o cartão e a senha em poder de outra pessoa, menor de dezoito anos, pelo valor de R$ 300.   O menor afirmou ter alugado o cartão aos acusados para sacarem dinheiro transferido ilicitamente pela internet. David também confessou ter oferecido dinheiro em troca do cartão. Os dois acusados já eram indiciados em inquérito policial da Polícia Federal pela prática de crimes dessa mesma natureza, além de terem alugado diversos outros cartões de menores para promoverem o saque de outras quantias furtadas mediante fraude.

Mais conteúdo sobre:
Hackers Fraude

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.