MST faz mais duas ocupações de terra em Pernambuco

Cerca de 40 assentados nas regiões de Gravatá acamparam no pátio interno da Secretaria de Agricultura

ANGELA LACERDA, Agencia Estado

15 de abril de 2008 | 18h30

Mais duas ocupações de terra foram feitas pelo Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) nesta terça-feira, 15, em Pernambuco: Fazenda Nova, no município de Águas Belas, no agreste, e o Engenho Brilhante, em São José da Coroa Grande, no litoral sul. Com as duas áreas, sobe para 31 o número de ocupações realizadas pelo movimento desde o sábado, dentro da Jornada Nacional pela Reforma Agrária.Cerca de 40 assentados nas regiões de Gravatá, no agreste, e Moreno, na região metropolitana, vinculados ao MST, acamparam  no pátio interno da Secretaria Estadual de Agricultura. Eles aguardam uma reunião amanhã, quando irão reivindicar assistência técnica e crédito para habitação e infra-estrutura para os assentamentos que, de acordo com a direção do MST, não são de responsabilidade do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), mas do governo estadual.

Tudo o que sabemos sobre:
MSTocupações

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.