MST terá de pagar multa para empresário Oscar Maroni

A 4ª Vara Cível de Araçatuba, no interior de São Paulo, condenou integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) a pagar uma multa de R$ 140 mil ao empresário Oscar Maroni pela invasão da fazenda Santa Cecília, em setembro de 2009. Maroni era dono da boate Bahamas, fechada pela Prefeitura de São Paulo.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

23 de março de 2011 | 13h44

No dia 21 de setembro do ano passado, o juiz determinou que o MST desocupasse a fazenda Santa Cecília em 24 horas, sob pena de pagamento de multa diária de R$ 5.000. O grupo descumpriu a medida e permaneceu por mais 28 dias no local.

Na época, os manifestantes informaram ter invadido as terras porque elas eram improdutivas, mas de acordo com o Tribunal de Justiça de São Paulo, diversas atividades são realizadas na propriedade. A fazenda com 1.680 hectares pertence a Oscar Maroni desde 1997.

A assessoria de imprensa do MST afirmou que essa ocupação não foi organizada por militantes do grupo.

Tudo o que sabemos sobre:
MSTmultainvasãoOscar MaroniSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.