MT inicia colheita de soja

Por enquanto, rendimento médio das lavouras está acima do esperado, em torno de 50 sacas por hectare

Alexandre Inacio, O Estado de S.Paulo

14 Janeiro 2009 | 02h31

. Dos 72 municípios de Mato Grosso que cultivaram soja na safra 2008/2009 pelo menos 15 já iniciaram a colheita. Números preliminares do Instituto Mato-grossense de Economia Agrícola (Imea) indicam que Lucas do Rio Verde e Sapezal são os que estão mais adiantados nos trabalhos, com a colheita concluída em cerca de 2% da área plantada. "As regiões oeste e do médio-norte já iniciaram os trabalhos, pois geralmente usam variedades mais precoces", diz o superintendente do Imea, Seneri Paludo.Os primeiros dados de campo indicam que a produtividade média das lavouras trouxe uma surpresa positiva. O rendimento da soja encontrado até o momento tem variado entre 50 e 52 sacas/hectare, dentro da média histórica, mas acima do esperado. "Existia o receio de que o menor uso de tecnologia nesta safra pudesse reduzir a produtividade, mas o clima regular favoreceu muito o desenvolvimento da lavoura."A produtividade identificada pelo Imea se iguala à da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). De acordo com último levantamento, a produtividade esperada para Mato Grosso é de 3 toneladas por hectare, ou seja, 50 sacas. Na safra passada, o rendimento registrado pela entidade foi de 3.022 ou 52,4 sacas.Diante do atual quadro de preço favorável e câmbio, a atividade saiu do vermelho. Na Bolsa de Chicago, os preços da soja para entrega em março têm oscilado entre US$ 9,89 e US$ 10/bushel, valor acima das médias históricas. "Com o mercado nesse nível e o câmbio acima dos R$ 2,20 já é possível o produtor pagar pelo menos os custos", afirma Paludo.

Mais conteúdo sobre:
sojacolheita

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.