Mubarak diz que Egito caminha para transferência de poder em paz

O presidente do Egito, Hosni Mubarak, afirmou nesta quinta-feira que se compromete com a Constituição do país até que ocorra a transferência do cargo ao vencedor em uma "eleição honesta".

REUTERS

10 de fevereiro de 2011 | 19h01

O presidente fez um pronunciamento à nação em meio à forte pressão para que deixe o poder, que ocupa há 30 anos.

Ele reiterou que não vai concorrer ao cargo nas próximas eleições e que o país caminha, dia após dia, para uma transferência de poder pacífica.

Mubarak afirmou ainda que o diálogo com a oposição resultou num consenso preliminar para resolver a crise.

Tudo o que sabemos sobre:
EGITOMUBARAKFALA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.