Mudança em locais de prova afeta mais de 4,5 mil alunos

Motivos para alterações são variados, desde inundações a problemas em unidades; inscritos já estão sendo informados

ESTADÃO.EDU, O Estado de S.Paulo

20 de outubro de 2011 | 03h03

As mudanças em dez locais de prova do Enem afetaram cerca de 4,5 mil inscritos. O maior número de transferências foi em Manaus. Quinze escolas foram afetadas pelas chuvas e 1,4 mil alunos farão o Enem em outro local. As transferências até agora ocorreram em oito cidades, incluindo três capitais: Manaus, Rio de Janeiro e Fortaleza.

Houve alterações também em Além Paraíba (MG), Cametá (PA), Humaitá (AM), Paranoá (DF) e São Gonçalo do Amarante (CE). Segundo o MEC, os afetados estão sendo informados por telefone, mensagens de texto e e-mail. Os motivos para as transferências são variados, como as inundações em Manaus e problemas em instalações elétricas em São Gonçalo.

Na maioria dos remanejamentos, a distância entre o antigo e o novo local de prova é de cerca de 300 metros. Nos casos em que houver dificuldade de acesso, o MEC promete colocar veículos à disposição. E admite que a quantidade de remanejamentos pode crescer.

Erro. No Rio, cartões de confirmação de 1.120 candidatos foram entregues com erros no endereço do local de prova. O documento indicava um prédio da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UniRio) onde não haverá o exame - o local correto é um prédio vizinho, também na UniRio. Os candidatos já foram contatados. "Não é um erro que pode ser percebido facilmente, então só percebi quando me telefonaram", contou o candidato Bill Junior, de 18 anos. O Ministério Público Federal recomendou que o Inep divulgue amplamente o endereço correto do local de prova e oriente os candidatos no dia do exame. / COLABOROU BRUNO BOGHOSSIAN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.