Mulher acusada de envenenar filha volta à prisão

A dona de casa Thais Helena Ferreira, de 29 anos, acusada de pôr veneno de carrapato na mamadeira da filha de três meses, voltou a ser presa no final da noite de ontem, em Sorocaba. O Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo cassou o habeas corpus dado pela Justiça de Sorocaba por considerar que ela ainda pode colocar em risco a vida da filha. No final de fevereiro, o pai dava para a criança a mamadeira preparada pela mãe quando sentiu um cheiro diferente e viu o bebê passando mal. A mulher, que não aceitava a gravidez, confessou ter posto o veneno no leite.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

08 Março 2012 | 14h56

A criança foi levada ao hospital e, após tratamento, recebeu alta. A dona de casa ficou quatro dias presa, até conseguir o habeas corpus. A defesa alega que ela sofre de depressão pós-parto e se enganou com a embalagem do veneno, achando que era remédio.

No inquérito que apura o caso, a delegada Ana Luíza Salomone, da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) denunciou Thais por tentativa de homicídio doloso (quando existe intenção de matar). Caso a Justiça acate a denúncia, a dona de casa será julgada pelo tribunal do júri. Ela foi levada para a Cadeia Feminina de Votorantim. A defesa vai entrar com novo recurso.

Mais conteúdo sobre:
violência veneno mamadeira

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.