Mulher-bomba mata 5 policiais na região russa do Daguestão

Uma mulher-bomba matou pelo menos cinco policiais após ao se explodir num posto de polícia na instável região do Daguestão, no sul da Rússia.

REUTERS

07 Março 2012 | 09h37

A mulher detonou a bomba na noite de terça-feira perto de Karabudakhkent, vilarejo 40 quilômetros ao sul da capital provincial Makhachkala, disse um policial local, de acordo com a agência de notícias russa RIA.

"A terrorista se aproximou do recinto (da polícia) e se explodiu", afirmou o policial.

O Daguestão enfrenta ataques de bomba e tiroteios diários, decorrentes de uma insurgência islâmica na região majoritariamente muçulmana do norte do Cáucaso, após duas guerras separatistas na Chechênia.

Os rebeldes querem criar um Estado islâmico regido pela Sharia na região, que é próxima de Sochi, onde a Rússia irá realizar os Jogos Olímpicos de Inverno, em 2014.

(Reportagem de Alexei Anishchuk)

Mais conteúdo sobre:
DAGUESTAOATAQUESUICIDA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.