Mulher luta com serpente para salvar cadela de estimação

Píton birmanesa de 4,5 metros havia se enroscado no bichinho.

BBC Brasil, BBC

16 de setembro de 2007 | 09h50

Uma mulher chutou e socou uma píton birmanesa de 4,5 metros, em Hong Kong, para salvar sua cadela, depois que a cobra se enroscou no bicho de estimação.Catherine Leonard enfrentou a serpente, semelhante às sucuris e jibóias, depois que ela atacou Poppy durante um passeio no parque de Sai Kung, no campo.A mulher, de 41 anos, disse que ouviu "um barulho que mais parecia um grito".Ela contou ter agido porque se lembrou de outro cachorro que foi esmagado por uma serpente no ano passado, no mesmo local, apesar das tentativas do dono de salvá-lo.Catherine Leonard disse ao jornal South China Morning Post que foi alertada do perigo pelo latido dos cachorros."Não tenho certeza do que fiz exatamente, mas chutei a cobra e tentei puxar Poppy. A cobra estava enroscada em volta dela"."De algum jeito, Poppy conseguiu escapar e a cobra fugiu. Tudo acabou em cerca de um minuto."Ela contou que estava "tremendo depois e realmente apavorada"."Se tivesse tido a chance de pensar, não teria feito o que fiz, mas ouvi o cachorro sofrendo e fui para lá."Especialistas afirmam que uma píton pode matar um cachorro em cinco minutos.As pítons birmanesas podem crescer até oito metros, e atingir um peso de 180 kg.Catherine Leonard alertou que a cobra deveria ser retirada do local."Esses dois casos ocorreram perto de uma trilha para famílias... uma criança pequena poderia pesar menos que minha cadela." BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
cobrahong kongserpentebizarro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.