Mulher morre e filho continua desaparecido em Salvador

Uma mulher de 23 anos morreu e um de seus filhos, um bebê de 1 ano e 3 meses, está desaparecido depois de a casa na qual moravam, no fim da Rua do Ocidente, no bairro periférico de Fazenda Grande do Retiro, em Salvador, ser parcialmente destruída por um deslizamento de terra, na manhã desta segunda-feira. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil seguiam no local durante a noite, tentando localizar o bebê.

TIAGO DÉCIMO, Agência Estado

17 de junho de 2013 | 19h44

O deslizamento ocorreu pouco antes das 8 horas, quando cinco moradores do imóvel, de dois andares, se preparavam para sair. Vizinhos da casa ajudaram a retirar três pessoas do local, com ferimentos leves. Tainã de Jesus foi localizada sob os escombros por volta das 16 horas. Apesar de ter recebido atendimento médico ainda antes de ser retirada do imóvel, a jovem não resistiu aos ferimentos.

A forte chuva que atingiu a cidade entre a noite de domingo e o começo da tarde desta segunda-feira causou muitos transtornos. Algumas das principais vias da cidade, como a Avenida Paralela, a mais movimentada de Salvador, tiveram trechos interditados por alagamentos.

Um deslizamento de terra fechou, ainda no domingo, a Avenida Contorno, uma das principais ligações entre as Cidades Alta e Baixa. Parte do trânsito foi liberada no fim da manhã desta segunda, mas houve diversos congestionamentos na região do centro ao longo do dia.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu, entre a manhã de domingo, 16, e a desta segunda, em Salvador, 61,8 milímetros e a média histórica de chuvas na cidade em junho, de 251 milímetros, já foi atingida.

Tudo o que sabemos sobre:
soterramentoSalvadormãebebêatualiza

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.