Multas de rodízio pela manhã serão suspensas

As eventuais multas de rodízio aplicadas ontem, no período da manhã, serão automaticamente suspensas por causa do temporal que atingiu a cidade, afirmou o secretário municipal de Transportes, Alexandre de Moraes. À tarde, a restrição para a circulação de veículos com placas finais 3 e 4 foi mantida.

Naiana Oscar, O Estadao de S.Paulo

09 Dezembro 2009 | 00h00

Além do rodízio das 17 horas às 20 horas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) também decidiu manter as multas decorrentes de outras infrações, como estacionamento em local proibido, conversões irregulares e velocidade. A companhia afirma que os agentes foram coerentes ao aplicar as multas, dependendo da "situação" enfrentada pelo motorista.

As principais dificuldades envolveram o transbordamento de rios e córregos. O primeiro a encher foi o Ribeirão dos Meninos, no Ipiranga, às 4h40. Às 5h55, ocorreu o transbordamento do Rio Tietê, na altura da Ponte das Bandeiras; do Rio Pinheiros, na altura das pontes Cidade Universitária e Jaguaré; e do Córrego Três Pontes, no Itaim Paulista - o nível da água nesses locais só voltou ao normal por volta do meio-dia.

Segundo o presidente da Comissão de Estudos sobre Direito de Trânsito da Ordem dos Advogados do Brasil, seção São Paulo (OAB-SP), Cyro Vidal Soares da Silva, as pessoas que forem penalizadas devem recorrer.

"É um absurdo. É preciso levar em consideração a necessidade. O motorista que deixou o carro na calçada para se abrigar da enchente não pode ser punido. É o mesmo que penalizar alguém por legítima defesa", disse Silva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.