Multidões em Gaza pedem que Meshaal permaneça como seu líder

Enfrentando chuva, o vento e o frio do inverno, milhares de moradores da Faixa de Gaza se juntaram a um comício comemorando o 25o aniversário do Hamas neste sábado, deixando claro que querem que Khaled Meshaal continue como líder do grupo islâmico.

Reuters

08 Dezembro 2012 | 16h48

Meshaal, em sua primeira visita aos assentamentos em Gaza do Hamas, disse repetidamente que quer deixar o cargo após oito anos na liderança do grupo, que está envolvido em conflitos aparentemente constantes com Israel, que detém muito mais poder.

Ele não fez menção a seu futuro em seu discurso de uma hora, mas a multidão de partidários, levantando a bandeira verde do Hamas, estava confiante de que o barbudo Meshaal deveria continuar a guiar o grupo num momento em que veem sua estrela ascender.

"Meshaal é o líder natural do Hamas, e isso precisa continuar como tal se a Palestina quiser ser liberada", disse Salah Suheil, um homem de 44 anos de idade que participou das celebrações deste sábado num campo inundado.

O Hamas, que recentemente disputou um conflito de oito dias com Israel, tem realizado uma eleição secretá há meses para determinar quem deve liderar o grupo. As expectativas de que um resultado emergiria durante a visita de Meshaal pareciam infundadas.

"O Hamas ainda não concluiu sua eleição interna e não há nada novo a esse respeito", disse uma fonte sênior do Hamas à Reuters neste sábado.

Meshaal surgiu das portas de um imenso modelo de míssil para o comício, acenando seus braços e fazendo sinais de vitória, enquanto o público, vendo pela primeira vez seu líder há muito exilado, rugia em aprovação.

"Todos queremos que Meshaal continue em sua posição", disse Ahmed Shaheen, 60.

Mais conteúdo sobre:
MULTIDES EM GAZA PEDEM QUE MESHAAL PERMANEA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.