Mundo Summary

Ao menos cinco manifestantes morreram e cerca de 870 ficaram feridos nos protestos para derrubar o presidente do Egito, Hosni Mubarak, no Cairo, nesta sexta-feira, afirmaram fontes médicas. Não estava claro como aconteceram as mortes.

PROTESTOS DEIXAM 5 MORTOS E 870 FERIDOS NO CAIRO, REUTERS

28 de janeiro de 2011 | 18h32

Sede do partido governista do Egito é incendiada

CAIRO (Reuters) - A sede do governista Partido Nacional Democrático foi incendiada no Cairo na noite desta sexta-feira (horário local), pouco depois de um toque de recolher entrar em vigor, mostraram imagens da TV Al Jazeera. A TV estatal confirmou que o prédio foi incendiado.

Companhias europeias mudam voos por toque de recolher no Egito

LONDRES (Reuters) - Algumas companhias europeias modificaram suas programações na sexta-feira para os voos com destino ou procedentes do Egito, cancelando alguns serviços devido ao toque de recolher no Cairo. A British Airways adiou seu voo diário desta sexta-feira de Londres para o Cairo porque o avião chegaria durante o toque de recolher noturno imposto devido aos massivos protestos na capital egípcia, informou a companhia.

Tanques chegam às ruas da cidade egípcia de Suez, diz testemunha

SUEZ (Reuters) - Tanques chegaram às ruas da cidade de Suez, no leste do país, na noite da sexta-feira (horário local), em frente aos restos chamuscados de uma delegacia de polícia incendiada na noite anterior, disse uma testemunha da Reuters. Dezenas de manifestantes subiram em cima dos tanques, disse a testemunha, que viu pelo menos cinco veículos. As pessoas tentaram conversar com os soldados, que por sua vez procuravam tirá-las de cima dos tanques. Um dos tanques tinha cerca de 25 manifestantes em cima.

Egito decreta toque de recolher após protestos

CAIRO (Reuters) - O presidente do Egito, Hosni Mubarak, anunciou um toque de recolher nas principais cidades a partir desta sexta-feira, após um dia de manifestações sem precedentes em todo o país pedindo por sua renúncia. "Segundo o que algumas províncias testemunharam em termos de revoltas, desordem, saques, destruição, ataques e incêndios de propriedades públicas e privadas, incluindo ataques a bancos e hotéis, o presidente Hosni Mubarak decretou toque de recolher como chefe militar", disse a TV estatal.

Polícia destrói acampamento de manifestantes na Tunísia

TÚNIS (Reuters) - A tropa de choque da polícia tunisiana destruiu na sexta-feira um acampamento montado por manifestantes em frente à sede do governo, enquanto militantes islâmicos fizeram uma passeata no centro de Túnis exigindo liberdade religiosa. Os manifestantes passaram cinco dias acampados em frente ao local onde despacha o primeiro-ministro, exigindo a renúncia do governo provisório que assumiu o poder após a fuga do presidente Zine al Abidine Ben Ali. Gás lacrimogêneo dispersou os manifestantes, que depois foram perseguidos pelas ruas.

Farc aceitam protocolo para libertação de reféns

BOGOTÁ (Reuters) - A guerrilha Farc aceitou o protocolo de segurança definido entre o governo colombiano e a Cruz Vermelha Internacional para a libertação de cinco reféns, a serem entregues nos próximos dias em três lugares diferentes da floresta, disse na sexta-feira a ex-senadora Piedad Córdoba. Ela disse que será informada nas próximas horas pelas Farc, maior guerrilha do país, sobre os locais onde os reféns -- três agentes da polícia e do Exército e dois vereadores -- serão soltos.

Cuba libera dissidente Fariñas após breve detenção

HAVANA (Reuters) - O dissidente cubano Guillermo Fariñas foi liberado na sexta-feira depois de sua segunda breve detenção em 24 horas, descrita por ele como um aumento da intimidação à oposição na ilha de governo comunista. O psicólogo de 49 anos realizou em 2010 uma prolongada greve de fome que contribuiu para a libertação de dezenas de presos políticos.

Paraguai reconhece Estado palestino com fronteiras de 1967

ASSUNÇÃO (Reuters) - O Paraguai anunciou na sexta-feira o reconhecimento do Estado palestino dentro das fronteiras que existiam antes da Guerra dos Seis Dias em 1967, uma decisão que foi adotada recentemente por outros países sul-americanos e que Israel considerou um obstáculo para o processo de paz. A chancelaria paraguaia expressou o reconhecimento em uma declaração e disse que "as negociações bilaterais diretas entre Israel e a Autoridade Palestina, atualmente paralisadas, são fundamentais para alcançar a paz e a segurança".

Espanha aprova reforma previdenciária com apoio sindical

MADRI (Reuters) - O governo espanhol aprovou na sexta-feira uma reforma previdenciária que deixa a Espanha com uma das maiores idades de aposentadoria em toda a Europa, como parte dos esforços para convencer os mercados de que o país conseguirá recuperar sua economia e reduzir seu déficit. A lei, que não precisará de aprovação do Parlamento, recebeu nesta semana o aval dos sindicatos, após meses de uma tensa negociação.

Tudo o que sabemos sobre:
SUMMARY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.