Mundo virtual contrata economista real para jogo interestelar

Profissional foi chamado para controlar a economia de Eve Online, jogo espacial da Islândia

Reuters

16 Agosto 2007 | 15h34

Como muitos funcionários de bancos centrais, Eyjolfur Guodmundsson passa seus dias preocupado com a inflação, trabalha para garantir que o crescimento da base monetária seja razoável, e tenta levantar dados sobre a economia.   A diferença é que a economia que Guodmundsson supervisiona existe apenas no mundo virtual do Eve Online, um jogo de ficção científica operado por uma produtora de jogos de computador da Islândia.   Guodmundsson acaba de ser apontado como economista-chefe da CCP Games, que o contratou em junho a fim de quantificar as transações dos habitantes do Eve Online, que reúne cerca de 200 mil jogadores.   A CCP espera que o número de usuários cresça em 50 por cento até o final de 2008, e atinja total semelhante ao da população da Islândia.   "Há muita discussão sobre inflação no jogo, e meu trabalho é verificar se está ou não acontecendo inflação", disse Guodmundsson, que tem doutorado em economia ambiental e de recursos pela Universidade of Rhode Island.   Os jogadores querem receber dados padronizados sobre a economia do Eve Online de maneira a acompanhar preços e tomar decisões de investimento, enquanto lutam pelo controle do espaço interestelar em nome de imensas corporações cujo tamanho e poderio causariam vergonha a uma multinacional real.   "Isso faz com que os consumidores se comportem de maneira mais natural, porque estão concorrendo uns contra os outros em múltiplos níveis, e não só em termos táticos, de combate. Eles também disputam recursos e vantagens logísticas, isso resulta na criação de comportamento e padrões de consumo como os que se vê no mundo real", disse Guodmundsson.   É uma recriação irônica e literal da destruição criativa tão amada pelos economistas clássicos - os jogadores criam coisas, como astronaves pesadamente armadas, com o objetivo de destruir seus rivais.   A raiz da economia do Eve Online está em atividades como a mineração de matérias-primas. Os jogadores negociam em interstellar kredits, ou ISK, uma brincadeira com a cotação financeira da moeda islandesa, a krona.

Mais conteúdo sobre:
Second Life Game Islândia

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.