Murray faz a festa da torcida em Londres

Tenista britânico vence o argentino Del Potro na estreia das Finais da ATP. Foi um grande começo.'' Hoje, Nadal entra em quadra

, O Estadao de S.Paulo

23 de novembro de 2009 | 00h00

Andy Murray tem apenas uma lamentação em 2009: não venceu nenhum dos quatro torneios de Grand Slam. Recordista de títulos na temporada - seis -, o britânico começou bem a luta pela conquista das Finais da ATP, competição que reúne os oito melhores tenistas do mundo. Com o apoio da torcida, venceu o argentino Juan Martin del Potro por 2 sets a 1 (6/3, 3/6 e 6/2), na Arena O2 em Londres.

A partida foi difícil. O britânico, 4º do mundo, não teve facilidades para passar pelo gigante de 1,98m, campeão do US Open e 5º do ranking.

Murray colocou o favoritismo e o retrospecto em jogo a seu favor. Nas cinco vezes em que haviam se enfrentado, venceu quatro - a última na final do Masters de Montreal. A vitória do argentino ocorreu nas quartas-de-final no Masters de Madri.

"Foi um grande começo (de competição). O início do jogo foi importante porque eu e o Juan já nos enfrentamos bastante", disse o vencedor, lembrando que um conhece bem o estilo do outro. "Foi uma partida de alto nível", avaliou Murray.

Del Potro reconheceu que não colocou em prática o seu melhor jogo. "Vai ser difícil me sentir novamente como em Nova York. Joguei bem por momentos, me faltou um pouco de sorte e ainda preciso melhorar para a próxima partida."

Roger Federer, 1º do mundo, levou susto contra Fernando Verdasco, perdeu o primeiro set por 6 a 4, mas venceu os dois seguintes: 7/5 e 6/1. "Minha confiança está crescendo", falou o suíço. "A partir do segundo set encontrei o meu ritmo."

MAIS CRAQUES

Rafael Nadal, número 2 do mundo, enfrenta hoje o sueco Robing Soderling, seu algoz em Roland Garros. O sérvio Noval Djokovic começa a defesa do título contra o russo Nikolay Davydenko.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.