Musharraf deixará Forças Armadas nos próximos dias, diz porta-voz

Porta-voz de presidente paquistanês afirmou que posse será na quinta-feira.

BBC Brasil, BBC

26 de novembro de 2007 | 14h50

O presidente do Paquistão, Pervez Musharraf, deve deixar as Forças Armadas e tomar posse para outro mandato nesta quinta-feira, segundo declaração de seu porta-voz, Rashid Qureshi.Qureshi disse à BBC que o general Musharraf renunciará ao cargo de chefe das Forças Armadas do país antes de fazer o juramento de posse como presidente.Musharraf está sob forte pressão internacional e interna para abandonar seu cargo militar. O presidente atualmente ocupa os dois cargos, mas se comprometeu a sair do cargo militar e se transformar em um presidente civil.Ele assumiu o poder no Paquistão depois de um golpe de estado em 1999, depondo o governo civil de Nawaz Sharif.O porta-voz do presidente não esclareceu se Musharraf renunciará à chefia das Forças Armadas paquistanesas na própria quinta-feira ou antes deste prazo.O ex-primeiro-ministro Nawaz Sharif voltou do exílio de sete anos na Arábia Saudita no domingo. Ele governou o país por dois períodos e foi derrubado em 1999 em um golpe de Estado liderado por Musharraf, que o acusava de corrupção.Sharif, disse nesta segunda-feira que não vai liderar nenhum governo enquanto o presidente Musharraf estiver no poder.O comentário foi feito enquanto Sharif apresentava a documentação necessária para sua candidatura para as eleições parlamentares de janeiro de 2008.A adversária política de Sharif, a ex-premiê Benazir Bhutto, já entrou com documentação para sua própria candidatura.Os dois líderes de oposição já afirmaram que podem decidir pelo boicote à eleição de janeiro caso o presidente Musharraf não tome medidas para garantir que a votação seja justa.O Paquistão vive uma intensa crise política desde o início do mês, quando Musharraf decretou um estado de emergência alegando razões de segurança nacional.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
paquistãomusharrafshariflahorebhutto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.