Nº 1 de banco estatal renuncia

O presidente do estatal Banco da Venezuela, Eugenio Vázquez Orellana, renunciou ontem ao cargo alegando "problemas de saúde". Este foi o terceiro pedido de demissão em dois dias no alto escalão do governo venezuelano. Durante uma reunião com seu pessoal de confiança do banco, Vázquez Orellana anunciou sua saída do cargo, que exercia desde julho, informou o jornal "El Nacional", de Caracas, em seu site. As mesmas fontes jornalísticas acrescentaram que Vázquez Orellana é homem de confiança de Ramón Carrizález, que renunciou na terça-feira aos cargos de vice-presidente e ministro da Defesa da Venezuela.

, O Estadao de S.Paulo

27 de janeiro de 2010 | 00h00

Segundo o jornal de Caracas, a saída de Vázquez teria sido impulsionada por suas supostas "diferenças" com Jorge Giordani, ministro do Planejamento e Finanças. Giordani teria pedido ao ex-ministro das Finanças e atual representante da Venezuela no Banco Mundial, José Rojas, para assumir a presidência do Banco da Venezuela, informou o "El Nacional".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.