Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Na 1ª tragédia da gestão, Dilma libera R$ 780 mi

A presidente Dilma Rousseff assinou ontem medida provisória liberando R$ 700 milhões para o Ministério da Integração Nacional, a serem usados pela Defesa Civil, e R$ 80 milhões para o Ministério dos Transportes, para reconstrução de rodovias. Os recursos deverão ser usados para sanar problemas causados por desastres, como a catástrofe no Rio. Foi a primeira tragédia da gestão Dilma.

MARTA SALOMON E LISANDRA PARAGUASSU, Agência Estado

13 de janeiro de 2011 | 00h08

Sem dinheiro no Orçamento da União para resposta a desastres, a Integração Nacional pediu o crédito extraordinário de R$ 700 milhões. De acordo com a pasta, R$ 100 milhões serão destinados à prevenção. O programa começou o ano com menos de um terço da previsão inicial de gastos autorizada em 2010: R$ 137,5 milhões. Sem autorização para gastar na lei orçamentária de 2011, o programa de resposta a desastres deve ficar com R$ 600 milhões.

O pedido de crédito extraordinário ocorre no momento em que o governo Dilma analisa cortes bilionários no Orçamento da União. O valor solicitado supera a metade dos gastos previstos neste ano com a mais importante obra da Integração Nacional, a transposição do Rio São Francisco.

Tudo o que sabemos sobre:
DinheiroreconstruçãorodoviasRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.