Na Bahia, casal é acusado de incendiar casa do patrão

Investigadores da Polícia Civil prenderam no fim de semana um casal acusado de incendiar a casa do prefeito de Itaberaba (BA), João de Almeida Mascarenhas Filho, no último dia 16. Na ocasião, a quantia de R$ 5 mil, que estava guardada numa cômoda, desapareceu. Os dois criminosos trabalhavam na casa do prefeito.

JOÃO PAULO CARVALHO, Agência Estado

28 Junho 2011 | 11h54

Segundo o delegado Marcus Alessandro de Oliveira, titular da Delegacia Territorial de Itaberaba, o fato de o dinheiro roubado estar guardado no único móvel não destruído pelo fogo levantou a suspeita de o incêndio ter sido criminoso.

Durante as investigações, o vigilante acabou confessando a autoria do crime, revelou a participação da empregada na elaboração do plano e disse onde o dinheiro estava escondido: no próprio terreno da casa, dentro de um buraco que havia sido cavado no local.

Segundo o chefe da 12ª Coordenadoria Regional do Interior (Coorpin), delegado Jorge Figueiredo Júnior, o vigilante já tinha passagens na polícia por furto e roubo. Ele e a empregada foram autuados em flagrante por crime de furto qualificado e incêndio.

Mais conteúdo sobre:
prefeito casa incêncio roubo Bahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.