Na Bahia, estudante rouba para 'liberar adrenalina'

O universitário Pedro Chagas Cordeiro e outros três comparsas foram presos ontem acusados de assaltarem duas farmácias em Salvador, na Bahia, na noite de terça-feira. Durante depoimento, Cordeiro disse que praticou os roubos pelo simples desejo de "liberar adrenalina".

SOLANGE SPIGLIATTI, Agência Estado

28 Abril 2011 | 11h43

Embora nunca tivesse sido preso, segundo a polícia, Cordeiro declarou ter participado dos dois assaltos como "piloto". Seus comparsas, José Ricardo Vieira Matos, Eric Oliveira dos Santos e Wilter Chagas Santos têm passagens pela polícia por prática de roubo e tráfico de drogas.

Eles foram presos nas imediações do Parque da Cidade, quando fugiam pela Avenida Antônio Carlos Magalhães, em um veículo Prisma, pertencente a Cordeiro. O grupo assaltou a filial de uma rede de farmácias na Avenida Paulo VI, na Pituba, e outra drogaria na avenida Sabino Silva, em Ondina.

Dois revólveres de calibre 38 e uma pistola 380 foram apreendidos com os assaltantes. Da farmácia localizada na Pituba, o grupo levou dinheiro dos caixas, diversos produtos, celulares e documentos dos clientes. Eles também roubaram o dinheiro dos caixas da farmácia assaltada em Ondina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.