Na Bahia, presos cavam túnel e 46 fogem de delegacia

Fuga ocorreu na madrugada, mas só foi descoberta pela manhã; quatro foram recapturados

Tiago Décimo - Agência Estado

25 de abril de 2011 | 16h28

SALVADOR - Um túnel cavado dentro de uma cela da Delegacia de Luís Eduardo Magalhães, no extremo oeste da Bahia, possibilitou a fuga, na madrugada desta segunda-feira, 25, de 46 dos 85 presos da unidade.

 

A rota de fuga, de pouco mais de três metros, foi suficiente para que os detentos chegassem aos fundos da unidade. Apesar de haver um carcereiro de plantão na delegacia, a fuga só foi descoberta no período da manhã. Quatro detentos foram recapturados. A unidade tem capacidade para 16 presos.

 

Outras três fugas, nas quais 31 presos conseguiram escapar, foram registradas na Bahia durante o feriado prolongado de Páscoa e Tiradentes. Na maior delas, no Complexo Policial de Eunápolis, 21 detentos saíram pelo teto, na madrugada de sábado. Eles serraram grades e parte da tela que protege o pátio da unidade e usaram uma corda feita com lençóis. Dois presos foram recapturados e dois morreram em confronto com policiais. A unidade, com capacidade para 28 detentos, abrigava 105.

Mais conteúdo sobre:
presostúnelfugadelegaciaBahia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.