Na Copa do Mundo não faltará água, diz secretário de SP

O secretário de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de São Paulo, Edson Giriboni, garantiu nesta quarta-feira, 26, o abastecimento de água na Grande São Paulo durante os meses de junho e julho, período em que a capital paulista deve sediar jogos da Copa do Mundo. "Na Copa temos a garantia de que não faltará água", afirmou durante entrevista coletiva para anúncio da cobrança da água captada na Bacia Hidrográfica do Alto Tietê.

GABRIELA VIEIRA, Agência Estado

26 de março de 2014 | 17h01

Giriboni, no entanto, considerou que o cenário futuro é muito preocupante. "Temos cenários que ninguém pode garantir como será nos próximos meses", disse. Mas questionado pelo Broadcast, serviço de notícias em tempo real da Agência Estado, sobre a possibilidade de um racionamento de água na capital paulista, o secretário garantiu que "o governo (de São Paulo) não trabalha com qualquer hipótese de racionamento".

Tudo o que sabemos sobre:
Alto Tietêcobrançacopa do mundo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.