Na Europa, a venda está suspensa

Na Europa, a venda está suspensa

PARA LEMBRAR

, O Estadao de S.Paulo

31 de março de 2010 | 00h00

Um estudo com 10 mil pacientes em tratamento com sibutramina apontou aumento de 16% na incidência de enfarte e de derrame em pessoas com problemas cardíacos que tomaram o medicamento. Os pesquisadores concluíram que o risco do medicamento não compensa o benefício. Com base na pesquisa, a Agência Europeia de Medicamentos recomendou, em janeiro, a suspensão da venda de sibutramina. Já a Food and Drug Administration (agência que regula medicamentos nos Estados Unidos) decidiu incluir na bula uma contraindicação para pacientes com cardiopatias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.