Na orgia de cacau, só não vale ficar satisfeito

Degustação. Sob uma ‘floresta’ de cacau e som de pássaros. Foto: Divulgação   Sete horas da noite em Londres e o comércio do charmoso Notting Hill começa a fechar. Na L’Artisan du Chocolat, porém, as portas se abrem. Mas só para um grupo que chega aos poucos, numa ansiedade louca. Onze pessoas começam a noite com um drink de polpa de cacau brasileiro e Prosecco italiano. Aperitivo para as duas horas de degustação dos mais famosos chocolates da cidade.   Acomodados sob uma floresta de cacau pintada no teto da sala (com direito à simulação de barulho de passarinhos), os convidados assistem a um filme sobre o processo de elaboração de chocolate. A degustação começa com o cacau em seus diferentes estágios, até virar chocolate.   Veja também: Chocolate no limite da ousadia   Manteiga e pasta de cacau são bastante amargas, mas é interessante perceber as diferenças de sabor e textura. Na sequência, vêm lascas das barras de Bali, Java e Madagáscar. Todas de chocolate amargo, com 72% de cacau, mas com especificidades. A Java tem leve sabor defumado. "As sementes de cacau colhidas ali absorvem a fumaça do solo da ilha vulcânica", diz Elise, a especialista que comanda a prova.   Barras de gengibre e capim-limão, matchá, lumi (chocolate ao leite com notas de limas cozidas em água salgada, típica da culinária persa), mole (inspirada numa combinação de temperos mexicanos) e tonka (chocolate ao leite com sementes trituradas de cumaru). Antes de experimentar cada uma, o grupo cheira as sementes e os temperos usados, o que torna os sabores ainda mais presentes. O melhor foi saborear a barra de chocolate ao leite da Jamaica com sal grosso.   No intervalo, os clientes provam um brownie com sorvete de caramelo, com o chocolate quente e derretido fazendo questão de sujar a roupa. A intenção é preparar a turma para os bombons de ganache. O de menta ganhou.   Trufas de chocolate ao leite com sementes do Equador embebidas em vinho da inglesa Chapel Down fecharam a noite. E, apesar de termos trocado o jantar pela maratona de chocolates, ninguém parecia satisfeito: ninguém recusou o desconto de 10% sobre os produtos da loja dado aos participantes da degustação. Na porta reaberta, já se aglomeravam curiosos, prováveis próximos participantes dessa deliciosa experiência     ONDE FICA   L’Artisan Du Chocolat Westbourne Grove, Notting Hill. £ 35 Reservas pelo site www.artisanduchocolat.com        

31 Março 2010 | 12h17

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.