Na TV, Dilma critica cerco à imprensa em MG e Aécio acusa o PT de mentir

A presidente Dilma Rousseff, que tenta a reeleição pelo PT, utilizou seu programa eleitoral na TV para criticar cerco a jornalistas e à imprensa em Minas Gerais quando o Estado era governado pelo presidenciável Aécio Neves (PSDB), que defendeu sua gestão e acusou seus adversários de mentirem.

REUTERS

15 de outubro de 2014 | 15h16

Apresentando recortes de jornais com matérias sobre a demissão de jornalistas críticos à gestão tucana, o programa petista acusou o candidato de tratar a imprensa mineira com "mão de ferro".

"Essa questão todinha do aeroporto de Claudio, aqui dentro de Minas Gerais a gente tinha essa história", afirma a ex-presidente do Sindicato dos Jornalistas de MG Eneida da Costa, referindo-se a aeroporto construído em terra desapropriada de parente de Aécio, a quem a chave do terminal foi entregue.

"Nós sabíamos, nós os jornalistas... a gente nunca pôde publicar", completou Eneida no programa da TV de Dilma desta quarta-feira.

De acordo com outro ex-presidente do sindicato, Aluísio Lopes, matérias desfavoráveis que denunciassem situação "precária de equipamentos públicos" eram "vetadas".

A propaganda do PT também trouxe críticas à gestão nas áreas da Saúde, Educação e economia durante o governo do Aécio e do PSDB no Estado, temas elencados pela campanha dilmista como motivos pela vitória em Minas no primeiro turno tanto de Dilma, quanto do candidato Fernando Pimentel (PT) ao governo estadual.

Os programas dos dois candidatos trouxeram homenagens aos professores por conta do 15 de Outubro.

BATENDO NA TECLA DA MENTIRA

Aécio também utilizou seu espaço na TV para enaltecer realizações em MG, rebatendo as críticas da adversária, principalmente na área da Educação.

"Os professores são as primeiras referências que nós temos sobre o que são os bons valores...Com os nossos professores, a gente também aprende desde cedo, que é errado mentir. Iludir, confundir para tirar proveito não é honesto", diz uma atriz logo no início do programa de Aécio.

"Nesta eleição o PT mais uma vez, como sempre faz, vai para cima de seus adversários desrespeitando e iludindo. Inventando fatos para tentar ter o seu voto e permanecer no poder", afirma a moça.

Aécio prometeu prioridade para o setor e disse que gostaria de ser lembrado, se puder, como o presidente que "revolucionou a educação do Brasil".

(Reportagem de Maria Carolina Marcello)

Mais conteúdo sobre:
ELEICOES2014TVIMPRENSA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.