Nabo é escarificador natural do pomar

A dica do agrônomo Victor Branco de Araujo, da Cati, para fruticultores, é cultivar nabo forrageiro no pomar, nesta época. ''No inverno, as árvores perdem as folhas, o que aumenta a insolação e o impacto das chuvas no solo e favorece a infestação da área por plantas daninhas'', explica. Em pomares de citros, por exemplo, o nabo pode ser plantado nas entrelinhas. Se o produtor ainda estiver fazendo a colheita, para não atrapalhar o trânsito de veículos na área, existe a opção de semeá-lo em ruas alternadas.O nabo forrageiro é pouco exigente em água e muito tolerante à seca e o fato de sua raiz alcançar 1 metro, 1,5 metro de profundidade, faz dele um eficiente reciclador de nutrientes, um escarificador biológico. ''As raízes do nabo forrageiro vão buscar nutrientes que estavam ''perdidos'' no solo. A planta se desenvolve e mantém o solo em boas condições até a chegada da lavoura de verão.''Outro benefício do nabo é que ele dá uma bonita florada no inverno, o que favorece o surgimento de inimigos naturais (abelhinhas e vespinhas) de pragas comuns (lagartas) em pomares comerciais. ''As flores atraem esses inimigos naturais, que parasitam essas pragas'', afirma. O nabo forrageiro plantado em maio floresce já em agosto e setembro. ''Pode-se semeá-lo sozinho ou misturado com alguma gramínea, como aveia, para aumentar o equilíbrio da microfauna do solo'', sugere.São necessários de 3 a 4 quilos de sementes de nabo/hectare. Um saco de 5 quilos de sementes custa R$ 15. ''O custo de instalação da lavoura é baixo, pois o principal gasto é com sementes.'' Segundo o agrônomo, não é preciso ter plantadora e a cultura não exige tratos culturais. ''A semeadura pode ser feita a lanço, com uma gradagem leve para fazer a incorporação.'' A dica de Araujo é o produtor testar o plantio em uma pequena área. ''Não existe receita de bolo. Cada um deve saber o cultivo que mais bem se adapta ao local e quais são as vantagens de cada cultura.'' INFORMAÇÕES: Cati, tel. (0--19) 3743-3700

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.