Namorada é suspeita de matar aposentado

A Polícia Civil vai pedir a prisão temporária de Gisele Reis Carrilho, de 29 anos, principal suspeita do sumiço do aposentado Marcos Sidlauskas, de 64 anos. Ele desapareceu em agosto, dois meses após sair de casa, no Planalto Paulista, para morar com ela em Embu-Guaçu, Grande São Paulo. Um corpo com as mesmas características foi encontrado em outubro. A exumação feita ontem apontou que há 90% de chance de que seja Sidlauskas. Gisele nega a acusação.

, O Estadao de S.Paulo

25 de novembro de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.