Não, o molho Tabasco não nasce no vidrinho

Olívia Fraga,

01 Julho 2010 | 16h34

Investimento. A McIlhenny Company de Louisiana (EUA), fabricante dos molhos Tabasco, investe em contratos de produção de pimenta com vários países. Foto: Cristiana Menichelli

 

 

A popularidade das pimentas deve muito aos molhos industrializados inventados a partir do séc 19. O de tabasco é dos mais apreciados: pimenta de pungência mediana e cor forte, adaptou-se bem à agricultura fora do lugar de origem, Tabasco, no México.

 

Deu-se tão bem longe de casa que a McIlhenny Company de Louisiana (EUA), fabricante dos molhos Tabasco, investe em contratos de produção de pimenta com alguns países, entre eles o Brasil. A tabasco plantada nos municípios de São Gonçalo do Amarante, Pentecostes e Sobral, no Ceará, é exportada para os EUA para virar o molho conhecido mundialmente.

 

Desde 1998, são exportadas 600 toneladas de pimenta por ano via Oceano Atlântico - cerca de 30% da matéria-prima usada pela indústria norte-americana vem daqui.

 

Segundo Amadeu Braga, do Grupo Avaí, a tabasco é selecionada, lavada, macerada e mantida numa salmoura com 10% de sal em galões de aço para depois viajar. Para evitar queda na produção e garantir sete meses de colheita ininterrupta, agrônomos verificam os 73 hectares de plantação toda semana. Nos EUA, ela é fermentada por três anos em barris de carvalho.

 

 

 

UM SITE SÓ SOBRE PIMENTAS

 

Fotos da planta, de flores e frutos, além da ficha técnica e instruções sobre cultivo de quatro espécies domesticadas e três semidomesticadas de pimentas e pimentões estão no site "Capsicum", da Embrapa Hortaliças (www.cnph.embrapa.br/capsicum). Ali a instituição reuniu sua pesquisa sobre as principais variedades cultivadas no País, desde o pimentão até as populares dedo de moça, cumari e malagueta. Uma boa leitura para quem pretende, além de elaborar bons pratos, conhecer um pouco da agronomia "pimenteira".

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.