Nasa conclui que Discovery não terá que realizar reparos

Os astronautas da Discovery não terão que realizar reparos na camada isolante da nave antes de seu retorno à Terra, segundo informou hoje o centro de controle em Houston.O sistema de proteção térmica "está 100 por cento", comunicou o centro de controle à tripulação da nave, que está acoplada à Estação Espacial Internacional. "É uma notícia estupenda. É fantástico", respondeu o comandante da Discovery, Steven Lindsey.Os especialistas da Nasa passaram os primeiros cinco dias da missão atentos às fotos do casco da nave para garantir sua integridade.As imagens revelaram pontos negros e pequenas protuberâncias surgidas durante a decolagem, no dia 4 de julho.Os técnicos passaram toda a noite de ontem estudando as protuberâncias, e hoje concluíram que não representam perigo algum."Estamos absolutamente prontos para trazer esta nave de volta para casa", disse à imprensa Steve Poulos, diretor do projeto do ônibus espacial.A Discovery tem retorno previsto para 17 de julho, depois que a Nasa aumentou em um dia a duração da missão.Com a determinação da Agência, os astronautas da Discovery não terão que eliminar essas protuberâncias durante suas duas próximas caminhadas espaciais.No ano passado, em outro vôo da Discovery, a Nasa se viu obrigada a dar início a uma operação de reparo sem precedentes para eliminar dois defeitos similares.Apoiado no braço robótico da Estação, o astronauta Steve Robinson conseguiu retirar o material que sobressaía do casco.Danos na espuma de isolamento ocorridos durante a decolagem foram os responsáveis pela desintegração da nave Colúmbia em seu retorno à atmosfera, em 1 de fevereiro de 2003.

Agencia Estado,

09 de julho de 2006 | 20h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.