Nascido no Panamá, McCain se diz apto para Presidência dos EUA

O pré-candidatorepublicano à Casa Branca John McCain disse na quinta-feira tercerteza de que está constitucionalmente apto a ser presidentedos Estados Unidos, embora tenha nascido fora do país. "Não tenho absolutamente nenhuma preocupação com isso",disse McCain, que nasceu na chamada Zona do Canal do Panamá, ajornalistas. A Constituição dos EUA exige que o presidente seja um"cidadão nato" e a campanha de McCain contratou o advogadoconservador Ted Olson para pesquisar eventuais entravesjurídicos à candidatura. A Zona do Canal do Panamá, onde o pai de McCain trabalhavapara a Marinha, estava sob jurisdição norte-americana quando osenador nasceu, em 1936. McCain diz que seus assessores jáhaviam pesquisado o assunto quando ele foi pré-candidato à CasaBranca em 2000. "É claríssimo que um norte-americano nascido em umterritório dos Estados Unidos, cujo pai está servindo às ForçasArmadas, não possa ser elegível para a presidência dos EstadosUnidos é certamente algo que nossos pais fundadores nãoanteviram", disse o senador pelo Arizona, já praticamentegarantido como candidato republicano nas eleições de novembro. Curiosamente, ele não é o primeiro senador republicano doArizona a enfrentar esse problema. Em 1964, Barry Goldwaterconseguiu a candidatura apesar de ter nascido em 1909 noArizona, quando esse território ainda não era um Estadonorte-americano. Goldwater foi derrotado pelo democrata LyndonJohnson. Pelo menos dois importantes políticos norte-americanos daatualidade, os governadores Arnold Schwarzenegger (Califórnia)e Jennifer Granholm (Michigan), são inelegíveis para apresidência por terem nascido, respectivamente, na Áustria e noCanadá.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.