Naufrágio de barco deixa pelo menos 31 mortos na Tanzânia

Um barco com mais de 250 pessoas a bordo, incluindo alguns estrangeiros, naufragou nesta quarta-feira entre a costa leste da África e o arquipélago de Zanzibar, na Tanzânia, matando pelo menos 31 pessoas, afirmou a polícia.

ALLY SALEH, Reuters

18 de julho de 2012 | 19h09

O comissário policial Mussa Ali Mussa disse que 145 pessoas foram resgatadas e que a operação de resgate foi suspensa até a manhã de quinta-feira.

O barco MV Skagit/Kalama zarpou da Tanzânia continental por volta de meio-dia para Zanzibar, o arquipélago semiautônomo da Tanzânia e um popular destino turístico.

"A última conta que temos é de 31 pessoas mortas e 145 resgatadas. Suspendemos a operação de resgate durante a noite, mas retomaremos na primeira luz da manhã", disse Mussa à Reuters por telefone.

"O barco de passageiros tinha entre 250 e 300 pessoas a bordo quando naufragou em mar revolto."

O porta-voz do governo Yusuf Chunda disse que um estrangeiro estava entre os mortos, mas não estava claro quantos outros viajavam na embarcação.

"Uma estrangeira está entre os mortos. Outros treze estrangeiros foram resgatados e estão no hospital", disse Chunda.

Mais cedo, a polícia disse que o barco transportava 250 adultos e 31 crianças quando naufragou perto da ilha Chumbe, a oeste de Zanzibar.

O porta-voz policial Mohammed Mhina contou por telefone que muitos passageiros estavam desaparecidos, mas acrescentou que "não sabia quantos deles afundaram com o barco."

Informações preliminares indicam que o barco afundou depois de ser atingido por fortes ventos e ondas.

(Reportagem adicional de Fumbuka Ng'wanakilala, em Dar es Salaam)

Tudo o que sabemos sobre:
TANZANIABARCOZANZIBAR*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.