Navegação na hidrovia Tietê-Paraná é liberada

Depois de oito dias de interdição por causa da queda de uma torre de alta tensão atingida por uma barcaça, a hidrovia Tietê-Paraná foi liberada para navegação às 15h30 de hoje. De acordo com o Departamento Hidroviário do Estado de São Paulo (DH), 12 comboios que aguardavam a liberação da hidrovia receberam sinal verde para seguir viagem.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

30 de março de 2013 | 19h04

A navegação estava interrompida desde o dia 22 na região de Araçatuba, entre a barragem de Nova Avanhandava e o reservatório de Três Irmãos, em razão da colisão de uma barcaça da empresa ADM/Sartco com a torre de retransmissão de energia elétrica de Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP).

Com a queda da torre, construída no leito do rio, a tensão dos cabos fez com que outras torres também caíssem ou entortassem. Os cabos de energia foram desligados, mas ficaram mergulhados na água. As empresas de navegação estimaram um prejuízo de mais de R$ 12 milhões. Apenas a Torque Navegação fico com nove comboios parados na hidrovia, cinco deles carregados com 30 mil toneladas de soja e madeira. Cerca de 100 mil toneladas de soja deixaram de ser transportadas pela hidrovia durante o período de interdição.

Tudo o que sabemos sobre:
navegaçãohidroviaTietê-Paraná

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.