Navio desviou da rota de navegação

O primeiro-ministro australiano, Kevin Rudd, afirma que o navio chinês que ameaça a Grande Barreira de Coral desviou 12 quilômetros da rota de navegação. O navio, carregado de carvão, encalhou no sábado e as autoridades tentam evitar o vazamento de 950 toneladas de óleo combustível. "Isso é escandaloso", afirmou Rudd.

, O Estado de S.Paulo

07 de abril de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.