Navio italiano com casos de gripe H1N1 chega à França

Um navio com 5.000 passageiros e tripulantes, entre os quais dezenas de vítimas da gripe H1N1 , atracou nesta sexta-feira na França como parte do seu trajeto entre as cidades mediterrâneas de Nápoles e Marselha, disseram autoridades francesas.

REUTERS

31 Julho 2009 | 09h56

Em nota divulgada na sexta-feira, autoridades disseram que 60 tripulantes tiveram a doença confirmada, e outros 70 demonstram sintomas suspeitos. As pessoas contaminadas com a chamada "gripe suína" estão sendo tratadas e permanecerão a bordo do "Voyager of the Seas", que atracou na manhã de sexta-feira na localidade de Villefranche, no sul da França, e retomará sua viagem à noite.

Todos os demais tripulantes também permanecerão a bordo, enquanto os 3.600 passageiros poderão sair para passear em terra durante o dia.

Já houve mais de mil casos confirmados de gripe suína na França, e a Organização Mundial de Saúde disse neste mês que o vírus continua se espalhando rapidamente e afetando faixas etárias mais avançadas, que vinham sendo poupadas no começo da epidemia.

Na quinta-feira, as autoridades francesas anunciaram a morte de uma menina de 14 anos, a primeira de uma pessoa contaminada pelo H1N1 no país. A menina tinha outros problemas de saúde, e não está claro se foi a gripe H1N1 que a matou.

(Reportagem de Sophie Hardach)

Mais conteúdo sobre:
GRIPEITALIANAVIO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.