Neblina prejudica segurança no desvio da BR-376, no PR

O acúmulo de neblina prejudicou a visibilidade e a segurança na implantação do desvio na BR-376, onde um deslizamento de terra bloqueou a estrada na altura do quilômetro 663, sentido sul, nesta manhã. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, além da neblina, há previsão de chuva no local. Com isso, a execução do desvio fica condicionada à melhora das condições do tempo, por questões de segurança. Os motoristas retidos no congestionamento estão retornando pelo acostamento da pista, com orientação da PRF, até pátios em postos de combustível ou até o retorno para Curitiba, no quilômetro 657. Com a melhora do tempo, a estimativa é que a concessionária responsável pelo trecho tenha o desvio pronto até o final desta tarde. Ainda segundo a PRF, há outras três possibilidades, que aumentam em média 70 quilômetros o percurso. Para veículos de carga, em Curitiba, o desvio pode ser pela BR-116, Mandirituba (PR), Agudos do Sul (PR), Piem (PR), São Bento do Sul (SC), Corupá, Jaraguá do Sul (SC), BR-101 (SC). Os veículos de passeio tem opção em Curitiba, pela BR-116, Mandirituba (PR), Agudos do Sul (PR), Piem (PR), Campo Alegre (SC), BR-101 na altura de Joinville. Para veículos com até 27 toneladas de peso bruto total (PBT), em Curitiba, BR-277, utilizar a balsa em Guaratuba, retornando à BR-101 .

FABIANA MARCHEZI, Agencia Estado

02 Dezembro 2008 | 13h01

Mais conteúdo sobre:
transportes PR

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.