News Corp e NBC lançam site concorrente do YouTube

Serviço batizado de Hulu vai oferecer conteúdo da Sony e MGM em testes a partir desta segunda

Reuters

29 de outubro de 2007 | 13h51

Duas gigantes americanas do setor de mídia lançaram nesta segunda-feira, 29, ainda em fase de testes, o Hulu, serviço online de vídeo em uma das mais ambiciosas tentativas de ameaçar o reinado do YouTube, do Google. A joint venture formada pela NBC Universal, da GE, e a News Corp., de Rupert Murdoch, vai oferecer programas da Sony Pictures Television e da Metro-Goldwyn-Mayer Studios. O aguardado serviço gratuito de vídeo, bancado por publicidade, estréia em um momento no qual o interesse dos consumidores por videoclipes online parece estar em alta. É uma movimentação da mídia tradicional para cortejar espectadores em qualquer que seja o meio de informação. A despeito do poderio das empresas envolvidas na criação do Hulu, o serviço vem sendo encarado com ceticismo pela imprensa e por executivos de internet que optaram por agir por conta própria, oferecendo programas em seus sites ou os vendendo via iTunes, da Apple. Mas essas empresas ainda não conquistaram as centenas de milhões de usuários de sites como o YouTube, do Google, o site de vídeo de maior audiência na eb. "Nós ainda estamos bem no começo do jogo do vídeo online", disse James McQuivey, analista da Forrester Research. Antes do lançamento público do Hulu, que deve acontecer no começo do ano que vem, a NBC Universal decidiu suspender a oferta de seus programas no iTunes e retirou seu canal do YouTube. Nesta segunda-feira, 29, o Hulu começará a oferecer cerca de 90 programas de TV das quatro empresas e de parceiros de menor porte. Os títulos disponíveis incluirão alguns dos programas atuais de maior audiência, como Heroes e Os Simpsons, bem como seriados clássicos como Miami Vice e Esquadrão Classe A. Também haverá cerca de dez filmes de longa-metragem disponíveis, entre os quais Clube dos Cinco e Blues Brothers. "Mesmo que eles estejam chegando tarde ao mercado, é preciso admitir que ofereceram mais do que eu esperava", afirmou McQuivey. A joint venture entre NBC Universal e News Corp. já teve problemas para atrair a adesão de outros grandes produtores de conteúdo, como a Viacom e a Walt Disney.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.