Nicarágua faz retirada de população por ameaça de vulcão

Autoridades da Nicarágua retiraram nesta quarta-feira preventivamente cerca de 300 famílias que vivem em torno do vulcão de San Cristóbal, o mais ativo e mais alto no país, que registrou fumaça e cinzas do dia anterior.

Reuters

26 Dezembro 2012 | 20h57

O presidente Daniel Ortega declarou alerta amarelo no departamento de Chinandega, no oeste do país, e apelou ao povo para atender à determinação de retirada no espaço de três quilômetros ao redor do vulcão, disse Rosario Murillo, coordenadora do Conselho de Comunicação e Cidadania.

"Temos famílias que se retiraram (...) Estamos pedindo, fiquem em lugares seguros...são alguns dias até passar esta emergência", disse ela aos repórteres.

O vulcão, de 1.745 metros de altura, está situado a 135 quilômetros a noroeste de Manágua e a última vez que registrou atividade eruptiva foi em setembro, com explosões de gases e cinzas que alcançaram cinco quilômetros de altura.

Mais conteúdo sobre:
NICARAGUA VULCAO RETIRADA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.