Ninguém aparece em protesto de motoboys em SP

No local, havia mais motos da Polícia Militar e da imprensa do que motociclistas protestando

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

11 de fevereiro de 2008 | 09h38

Nenhum motociclista compareceu ao protesto organizado pela Associação dos Mensageiros e Motociclistas e Mototáxi e Afins do Estado de São Paulo (AMMSP), ligada à Força Sindical, na manhã desta segunda-feira, 11. A manifestação, marcada para começar por volta das 9 horas, acabou frustrada. Apenas o Presidente da Associação, Ernane Pastore, estava presente.Além do presidente, cerca de 35 motos da Polícia Militar, outras três da SPTrans e cerca de seis motos da imprensa compareceram ao evento, que partiria do Pátio do Colégio, na região central de São Paulo, em direção à Avenida Paulista.   O protesto seria contra o aumento no valor do seguro obrigatório, que teve porcentual de reajuste de 38% neste ano, passando para R$ 254,16. O presidente da Associação não foi encontrado para comentar a falta dos motociclistas.

Tudo o que sabemos sobre:
trânsitoprotestomotoboysSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.