Ninguém é indiciado por acidente em trio elétrico em MG

O inquérito sobre o acidente que matou 16 pessoas no pré-carnaval de Bandeira do Sul (MG) foi concluído e entregue à Justiça. A polícia concluiu que a ocorrência foi de fato um acidente e que não poderia ter sido prevista. Não houve, portanto, indiciados.

MARCELA GONSALVES, Agência Estado

31 de maio de 2011 | 17h27

O acidente aconteceu no dia 27 de fevereiro deste ano e, além das mortes, pelo menos 60 pessoas ficaram feridas. Na ocasião, um cabo de alta tensão se partiu e atingiu um trio elétrico e foliões que estavam na rua.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) apontou como causa do acidente uma serpentina metalizada, que foi jogada em um cabo transmissor de energia. O ramal entrou em curto, caiu no chão e atingiu o trio elétrico e as pessoas que estavam no local.

Tudo o que sabemos sobre:
acidentecarnavaltrio elétricoMG

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.