Nível do Cantareira fica estável em 14,6% da capacidade

Sistema apresenta ligeira melhora em relação ao último índice, porém ainda continua baixo

Tássia Kastner, Agência Estado

23 Março 2014 | 10h57

O nível dos reservatórios do sistema Cantareira está em 14,6% da capacidade, estável na comparação com a medição de ontem, conforme acompanhamento diário divulgado pela Sabesp. Houve, no entanto, uma ligeira recuperação na comparação com a sexta-feira, quando o indicador marcava 14,5% da capacidade, a menor marca já registrada desde a criação do Cantareira.

Ainda conforme a Sabesp, a pluviometria do dia foi de 1,9 milímetros no sistema, que agora acumula 180,3 milímetros de chuvas no mês. A média esperada para março é de 184,1 milímetros. O Sistema Cantareira abastece quase 10 milhões de pessoas na Capital e grande São Paulo.

Já o nível dos reservatórios do sistema Alto Tietê está em 37,2%, acima dos 37,1% apurados na mediação de sábado. Foram registrados 13,6 milímetros de chuva no dia, com acúmulo de 145,5 milímetros no mês.

O sistema Guarapiranga também indicou elevação no nível de água, de 76,2% para 76,4%. Nessa represa, o volume de chuvas acumulado no mês é de 222,6 milímetros, acima da média de 152,3 milímetros esperados para março.

Os sistemas Alto Tietê e Guarapiranga estão sendo utilizados pela Sabesp para atender parte da população que vinha sendo abastecida pelo sistema Cantareira, como forma de tentar conter a queda no nível de água no sistema.

Mais conteúdo sobre:
Cantareiraabastecimentonível

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.