No Espírito Santo, 17 municípios pedem estado de emergência

Em todo o Estado, mais de 13 mil pessoas estão fora de casa; Ibiraçu ficou isolada por conta de alagamento

Fabiana Marchezi, estadao.com.br

08 Janeiro 2009 | 16h37

Dezessete municípios de Espírito Santo estão com decreto de situação de emergência em andamento em razão das recentes chuvas que atingiram o Estado, segundo o último boletim divulgado pela Defesa Civil Estadual, nesta quinta-feira, 8.   Veja também: Todas as notícias sobre vítimas das chuvas         As cidades de Jerônimo Monteiro, São José do Calçado, Bom Jesus do Norte, Marechal Floriano, Água Doce do Norte, Itapemirim, Vila Velha, Santa Leopoldina, Domingos Martins, Baixo Guandu, Iconha, Viana, Irupi, Alegre, Mimoso do Sul, Vargem Alta e Ibatiba pediram o reconhecimento legal pelo Poder Público de situação anormal, provocada por desastre, causando danos (superáveis) à comunidade afetada.   Nos últimos dias, além desses municípios, as chuvas afetaram as cidades de Apiacá, Guaçuí, Ibiraçu, Itarana, Iuna, João Neiva, Santa Maria de Jetibá, Fundão, Muniz Freire, São José do Calçado, Pancas, Afonso Cláudio, Linhares e Colatina. Segundo a Defesa Civil, em todo o Estado, 9.750 pessoas estão desalojadas e 3.943 desabrigadas. Cerca de 4.600 casas foram danificadas pelo aumento do nível de água ou deslizamentos de encostas.   Em Ibiraçu, que ficou isolado na terça-feira, 6, por conta do alagamento na BR-101, foram contabilizados 11 mil afetados. Cerca de 2 mil pessoas está desalojadas e 250 desabrigadas. Em Cachoeiro de Itapemirim, 35.749 pessoas foram afetadas, sendo que 644 estão desalojadas e 105 desabrigadas. Em Bom Jesus do Norte, 6 mil pessoas foram afetadas. Cerca de 3 mil estão desalojadas e 150 desabrigadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.