No Paraná, 30 presos fogem pelo teto de delegacia

Trinta presos conseguiram fugir na madrugada de hoje da Cadeia Pública de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, depois de perfurar a laje de concreto do teto da edificação e arrebentar o fundo de uma caixa d''água. A caixa ajudou a despistar a polícia, enquanto os presos faziam as perfurações na laje, empreendimento que deve ter demorado vários dias. Até por volta das 15 horas, nenhum dos presos havia sido recapturado.

EVANDRO FADEL, Agência Estado

06 de abril de 2010 | 15h01

O delegado Osmar Antonio Dechiche reconheceu que os presos usaram de inteligência ao fazer o buraco exatamente sob a caixa d''água. Dessa forma, as revistas rotineiras que são feitas no teto da carceragem não mostravam nenhuma perfuração. A cadeia tem capacidade para 36 presos. Mas, no momento da fuga, estava com 146 - 18 deles presos durante o feriado de Páscoa.

Houve vazamento da água que estava na caixa, que se juntou à chuva que caiu durante toda a madrugada, o que provocou alvoroço nas celas. Isso chamou a atenção dos seis policiais plantonistas, que imediatamente fizeram a interceptação e evitaram que outros presos fugissem. Esta foi a primeira fuga na cadeia de São José dos Pinhais em dois anos e meio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.