No Rio, mãe de preso é flagrada com celular no corpo

A mãe de um preso da penitenciária Bangu 4, no Rio de Janeiro, foi flagrada hoje tentando entrar com um celular escondido nas partes íntimas. A senhora de 59 anos faria uma visita ao seu filho, porém o banquinho detector de metais identificou o material e as inspetoras penitenciárias impediram sua entrada.

EQUIPE AE, Agência Estado

17 de fevereiro de 2011 | 17h28

A visitante tentou sem sucesso retirar o celular do corpo e foi encaminhada pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) a um hospital da rede pública, onde recebeu atendimento. Como punição pelo ocorrido, ela teve a carteira de visitante cancelada e foi autuada por facilitar a entrada de aparelho telefônico de comunicação móvel na prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
prisãomãecelular

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.