No Rio, protesto no Morro da Matriz deixa dois feridos

Um manifestante e um policial foram feridos na tarde de segunda-feira, 06, durante protesto contra a constante falta de luz no Morro da Matriz, no Engenho de Dentro (zona norte). A confusão começou quando os moradores interditaram um dos acessos à favela e a Polícia Militar tentou liberar a passagem de veículos. Um morador de 24 anos foi atingido de raspão por uma bala. Em depoimento na delegacia, disse ter sido ferido acidentalmente por um PM.

LUCIANA NUNES LEAL, Agência Estado

07 de janeiro de 2014 | 13h17

O policial responderá processo por lesão corporal culposa (sem intenção). Um PM foi atingido no braço, durante a discussão com manifestantes. Na manhã desta terça-feira, 7, um protesto de moradores da Favela do Metrô, na região da Mangueira (zona norte), interditou a Avenida Radial Oeste por um hora. Os moradores usaram colchões e lixo para bloquear a via. Eles protestavam contra a demolição de casas e remoção de famílias.

No fim de semana, na mesma região, moradores da favela de Mangueira fizeram protestos, com um ônibus incendiado, contra a morte de um morador do morro. A Polícia Militar diz que Wellington Sabino Vieira, de 20 anos, morto no sábado, 4, estava armado e atacou policiais. Moradores negam que Wellington fosse ligado ao crime e afirmam que o jovem foi perseguido pela polícia.

Mais conteúdo sobre:
protestoRio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.