No Senado, DEM anuncia apoio formal à candidatura de Sarney

O DEM formalizou na quinta-feira o apoio à candidatura de José Sarney (PMDB-AP) à presidência do Senado, informou o líder do partido na Casa, senador José Agripino Maia (RN). A legenda, que conta com 14 senadores, tem a segunda maior bancada no Senado. Está atrás apenas do PMDB de Sarney, que detém 20 cadeiras. A eleição está agendada para a segunda-feira. "O DEM exige a soberania do Poder Legislativo, como, por exemplo, mais critério em relação às medidas provisórias", disse Agripino a jornalistas, depois de se reunir com os colegas de bancada. "José Sarney, um homem experiente e acima de partidos, pode ser importante também na condução da crise", complementou. O líder do Democratas não acredita que a eleição de Sarney, um aliado próximo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, beneficiará o governo. "O compromisso partidário assumido por José Sarney garante mais independência para o Congresso", argumentou. Além do apoio do DEM, Sarney, que é o favorito na disputa, conta com a adesão dos senadores do PTB e do PR. O PSDB ainda não definiu se apoiará o peemedebista ou Tião Viana (PT-AC), o outro candidato a presidente do Senado. (Texto de Fernando Exman)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.