Noivo é suspeito de atear fogo a castelo no próprio casamento

Homem é preso sob suspeita de iniciar incêndio que causou danos de quase R$ 3 milhões a construção histórica.

BBC Brasil, BBC

20 Junho 2011 | 08h48

Um noivo é o principal suspeito de atear fogo ao castelo histórico que serviu de locação para o seu casamento, na noite da própria festa.

Os bombeiros ainda estão trabalhando no rescaldo do incêndio que atingiu o castelo de Peckforton, no condado de Cheshire, norte da Inglaterra, na madrugada do domingo.

Todos os funcionários e cerca de 70 convidados que passavam a noite no castelo tiveram de ser retirados às pressas.

A polícia não divulgou a razão por trás da suposta ação do noivo, um homem de 36 anos da região de Merseyside. A imprensa britânica especula que o motivo tenham sido divergências a respeito da conta.

O indicente não deixou feridos, mas o fogo, que começou em uma das salas de estar, se espalhou por três andares e atingiu 25% da construção.

Em mais de 12 horas, estima-se que o incêndio tenha causado um prejuízo da ordem de um milhão de libras (cerca de R$ 2,7 milhões).

Foram mobilizados uma centena de bombeiros e 20 carros de combate ao fogo.

"Era um dia muito quente e a construção do hotel, com muros de pedra muito espessos, fez com que aumentasse a retenção do calor. Isto dificultou muito o acesso dos bombeiros", disse o porta-voz do Corpo de Bombeiros de Cheshire, Keith Brooks.

'Pesadelo'

O castelo de Peckforton é uma atração no interior nas proximidades de Liverpool, que emprega cerca de cem pessoas da região.

Foi construído no século 19 e é considerado Grade 1, ou seja, está na lista dos imóveis de maior importância histórica segundo a classificação das autoridades britânicas de conservação do patrimônio histórico e cultural.

Além de abrigar festas privadas, casamentos e conferências em suas várias salas e 48 quartos, a construção serviu de cenário para filmes e seriados como Robin Hood, de 2010, e para o seriado de ficção científica da TV britânica Dr. Who.

Em declarações à imprensa britânica, o diretor-gerente do castelo disse que a "ficha ainda não caiu":

"Foi um pesadelo. Felizmente ninguém ficou ferido", disse. "Mais de 20 casais que agendaram o seu casamento conosco já nos contataram perguntando o que acontecerá com o seu grande dia."

Como os bombeiros conseguiram conter o fogo dentro de apenas uma ala do castelo, os eventos que já estavam agendados serão realizados em outras partes do edifício. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.