Nokia oferecerá serviço de mapas gratuitos para celulares

A Nokia lançará no sábado, 9, um serviço gratuito que oferecerá mapas e orientação sobre percursos de trânsito em mais de 150 países. A empresa quer promover uma completa reformulação do setor de serviços de navegação. Para a companhia, esse é o primeiro passo em direção aos serviços de posicionamento em tempo real, um mercado potencialmente lucrativo que ela considera como parte de seus negócios principais. O serviço smart2go da Nokia permitirá que usuários recebam mapas e orientações sobre percursos em seus celulares, gratuitamente, enquanto a empresa cobraria por serviços mais avançados, tais como instruções por comando de voz e navegação com detalhes mais precisos. A Nokia espera instalar o serviço em milhões de celulares este ano. Ralph Eric Kunz, vice-presidente da divisão multimídia da empresa, disse que ao oferecer o serviço gratuitamente aos usuários por meio de downloads em seu site, a Nokia contornará as operadoras, que em geral cobram por esse tipo de serviço. O novo negócio também envolve oferta de software para navegação em automóveis, baseado na aquisição da Gate5, no ano passado, a preço consideravelmente mais baixo do que o de serviços GPS exclusivos. Os consumidores poderão adquirir o pacote completo de navegação, em regiões selecionadas, por prazos que variam de um dia a três anos. Empresas que oferecem serviços de navegação de maneira independente, tais como a TomTom, líder do mercado europeu, dizem não considerar os celulares como ameaça imediata, e acreditam que eles possam até representar uma nova oportunidade de venda de software de navegação. A Nokia informou que o serviço, com dados cartográficos fornecidos pela Tele Atlas, estará disponível a partir do sábado para alguns de seus celulares inteligentes e para modelos de outros fabricantes equipados com o sistema operacional Windows Mobile 5.0, da Microsoft. Mais tarde, a Nokia planeja ampliar o serviço para todos os celulares inteligentes equipados com o sistema operacional S60 e para outras plataformas. Kunz afirma que celulares mais baratos não possuem poder de processamento necessários para trabalhar com grandes quantidades de dados de navegação, limitando o serviço a aparelhos mais sofisticados e caros. Mas isso deve mudar em breve. "Os preços vão cair, mas não imediatamente. Em 2008, ocorrerá uma parte e em 2009 em toda a linha", afirmou. Com um dispositivo GPS ou um chip de localização instalado em um celular, como o modelo N95, da Nokia, permite à empresa oferecer novos serviços, como indicações de endereços de restaurantes. A empresa pretende oferecer essa ferramenta gratuitamente aos consumidores e cobrar das empresas para onde está guiando os clientes.

Agencia Estado,

09 Fevereiro 2007 | 15h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.