Norte da Rússia ganha de rota via Suez em 7 mil km

Em algumas rotas, a viagem pelo topo da Rússia já é competitiva com a passagem da Europa à Ásia via Canal de Suez. Por exemplo, a viagem de Roterdã a Yokohama, no Japão, via Passagem Nordeste, é cerca de 7 mil quilômetros mais curta que a rota atualmente preferida por Suez, segundo o Ministério dos Transportes da Rússia.

O Estado de S.Paulo

19 de outubro de 2011 | 03h05

Evidentemente, a rota ártica ainda tem um longo caminho a percorrer para alcançar os 18 mil navios por ano que navegam pelo Canal de Suez. Mas o uso principal da navegação no Oceano Ártico tem sido respaldar o avanço de outras indústrias para o norte, como as de mineração e de exploração de petróleo. / NYT

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.